da ideia ao projeto de novela "Âncoras e Andorinhas".

Intérpretes de Âncoras e Andorinhas

Dando continuidade ao projecto Laboratório de Palco do CAE/ Câmara Municipal de Sever do Vouga, juntámo-nos no início deste ano para trabalhar um novo texto e levá-lo à cena até ao final do primeiro semestre.  Começámos por ler "As Seis Personagens", de Luigi Pirandello e terminámos com "Corações Tatuados" de Jorge Louraço Figueira, o dramaturgo que nos tem acompanhado nestas aventuras. Arregaçadas as mangas, começámos a trabalhar o movimento e a expressão corporal sob o olhar da coreógrafa Yola Pinto, a fazer leituras e a descobrir os espaços e as histórias das personagens que rapidamente tatuaram os nossos corações... Mal sabíamos o que nos esperava!

Lembro-me do último fim de semana de ensaios e de termos ido ao CAE ver o espectáculo "À Espera de Beckett ou Quaquaquaqua" e de já se ouvirem rumores de um tal vírus, que já tinha feito parar outros países e que começava a fazer estragos por aqui também... A partir desse dia, ficámos meses sem nos tocarmos, sem nos abraçarmos ou beijarmos. Claro que nos continuámos a falar, pois a troca de mensagens era constante (já rotina, aliás), assim como os telefonemas e algumas video-chamadas... Mas não era suficiente...

Reunida a equipa do projecto Laboratório de Palco (programação e equipa artística), já num período pós confinamento, surge a vontade e necessidade de se retomar o trabalho, ainda que de forma diferente, pois o CAE estava fechado por ordem e despacho superior e as normas da DGS teriam que ser cumpridas para o bem de todos. As redes sociais foram, durante todo este período, uma mais valia, assim como todas as formas artísticas e nós não fomos alheios a nada disso.  Assim sendo, escolhemos uma parte do texto que já estava a ser trabalhado (o teatro dentro do teatro) e teríamos que o transformar numa novela difundida online através das redes sociais, uma vez que seria a única forma de fruição cultural do público do CAE.  

Mãos à obra! Mas, outro percalço nos surge pelo caminho- uma das actrizes, a personagem Vaqueira de "Corações Tatuados" teve que se ausentar por uns tempos do projecto, não abandonando de todo a família. Com esta ausência surge a ideia do casting para encontrarmos quem a substituísse. A ideia dos teasers com o casting surge daqui, embora fosse de imediato encontrada a pessoa para o lugar desta personagem.
Escrito o guião/ roteiro e com a boa disposição e alegria tão características deste grupo e desta família, começámos a filmar, sob o click da Rita Pereira, a nossa novela intitulada no próprio texto de "Âncoras e Andorinhas", a qual também estará presente, de uma ou outra forma, no nosso espectáculo "Corações Tatuados", com estreia adiada para dia 12 de Dezembro de 2020.

Nós divertimo-nos imenso a filmar esta novela e, embora não nos pudéssemos tocar, abraçar e beijar, a comunhão e união entre todos foi bem visível durante todo o processo. Foram dias divertidos... O bichinho continua cá... Digamos que foi um aperitivo para mais tarde vos podermos presentear com o prato principal.

Joana Figueira, Julho de 2020.











Comentários

Enviar um comentário

os mais vistos

A MENINA DO MAR- LEITURA DRAMATIZADA DE LEONOR BARATA

CONVITE: Abertura ao público da exposição de fotografia 12.12.12