terça-feira, 5 de abril de 2016

HAMLET TALVEZ | COMPANHIA JOÃO GARCIA MIGUEL


















HAMLET TALVEZ
COMPANHIA JOÃO GARCIA MIGUEL
Teatro | 9 abril | 22h00 | Auditório
5€ | 4€ (descontos aplicáveis)


Abordámos Hamlet como um texto religioso testemunho de lugares estrangeiros. Ali procurámos ajuda para os enigmas do viver e auxílio para modificar o que vemos acontecer em nós. Dentro e fora de cada um. Ser atingido por estes testemunhos é possuir uma máquina de espreitar para o nosso interior. É essa talvez a razão porque escolhemos fazer Hamlet, porque acreditamos nas artes como um sistema de resistência contra a destruição da alma que é o que nos preserva enquanto natureza, animal e humano. Sabemos que a palavra alma, essa força indistinta e intemporal, está fora de moda e o seu significado soa confuso incompreensível para muitos e para nós de certo modo também. 
_____

O texto fala da morte que chegou a Elsinore e da alma agitada de Hamlet.
É uma história de fantasmas que falam e influenciam a existência quotidiana de todos os que ali habitam. É uma narrativa biográfica da vingança que tornará o jovem Hamlet prisioneiro de obsessão atormentada. A salvação está na sua extinção e tudo vai acabar quer com a sua morte, quer de um mundo incapaz de se transformar.
Os nossos trabalhos procuram interrogar-se sobre si mesmos e sobre a relação das artes e dos artistas com o mundo em que vivemos. Abrimos o Hamlet, dividimo-lo em dois e entregamo-lo à responsabilidade de dois atores em que cada um toca na sua subjetividade filosófica. Cinco atores trazem a cena o príncipe da Dinamarca, as suas sombras, os seus fantasmas, transportando a incerteza sobre a vida humana e a nossa desumanidade. Hamlet é mais um obcecado que dá cabo desta coisa toda.

CONVERSA COM O PÚBLICO
depois do espetáculo


Ficha Técnica:
Texto: William Shakespeare
Direção, tradução e montagem de textos, desenho de luz: João Garcia Miguel
Atores: Sara Ribeiro, Frederico Barata, Rita Barbita, Pedro J Ribeiro, António Pedro Lima
Assistente de direção e apoio à tradução: Sérgio Coragem
Figurinos: Ana Luena
Desenho de luz: Luís Bombico
Direção de som: Manuel Chambel
Fotografias de ensaio e design gráfico: Tyrone Ormsby
Comunicação: Pedro Caetano
Direção de produção: Raquel Matos


Informações e reservas através:
Tlf. 234 590 470 | E-mail: centrodasartes@cm-sever.pt


Sem comentários:

Enviar um comentário